Extensão .xxx poderá ser a mais utilizada do mundo – ou não…

Por Nátaly Dauer


“Após ser finalmente aprovado na última sexta (25) pelo Icann, grupo responsável pela organização de endereços na web, o domínio .xxx pode se tornar algo bastante lucrativo para empresas que fornecem serviços de registro e hospedagem de sites – ou não. Ainda não se sabe se uma indicação explícita de pornografia será interessante para administradores de sites adultos.
Existem, aproximadamente, 370 milhões de sites pornográficos na internet, o que significa que o .xxx, criado especialmente para esta categoria, pode se tornar o domínio mais usado no mundo, superando o .com, o mais usado atualmente. Mas a ideia pode não ser tão vantajosa para os donos de sites com conteúdos pornográficos.
Em entrevista para a Geek, Vicente M. Neto, administrador/diretor-geral da SNH Internet, empresa de serviços de internet especializada em hospedagem de sites e registro de domínios e proprietária dos sites netRevenda.com e SpeedServ.com, afirmou que, apesar de seus idealizadores parecerem felizes com a aprovação, a liberação do domínio .xxx não significa que todos os sites com pornografia passarão a utilizá-lo, já que isto não será obrigatório. Cada proprietário decidirá se vai querer utilizar a extensão .xxx ou ficará com o seu .com (ou a que desejar).
O grande e principal problema está na facilidade de bloqueio que as empresas, provedores e firewalls podem fazer: uma simples configuração no sistema permitiria que qualquer site com extensão “.xxx” fosse bloqueado. Esse bloqueio afetaria desfavoravelmente os usuários e donos dos sites adultos, que podem perder milhares (ou milhões) de visitas do dia para a noite e, com isso, dinheiro.
Mesmo sem filtros, a rentabilidade “ocasional” dos sites seria afetada. Muitos internautas clicam inadvertidamente em links sem saber que são pornográficos e isso gera uma audiência fictícia ao inflar pageviews – gerando portanto receita. A extensão .xxx seria, para muitos, um aviso inolvidável de que “não se deve clicar ali”.
Por conta disso tudo, muitos já estão comentando na rede que jamais mudarão a extensão de seu site para .xxx, finaliza Neto.
Proposto pela empresa estadunidense ICM Registry, autodenominada “independente e sem fins lucrativos”, o domínio serviria para evitar confusões, tornando mais fácil a identificação de sites pornográficos para o público em geral. Resta saber se a batalha para a aprovação do .xxx, que durou cerca de 6 anos, será justificada. Ao que tudo indica, só haverá adesão em massa se o domínio for obrigatório.”

Fonte: http://www.geek.com.br/posts/13341-extensao-xxx-podera-ser-a-mais-utilizada-do-mundo-ou-nao

1 Resultado

  1. Pedro disse:

    Todos os sites pornos deveriam sim ser obrigados a usarem. Pois, ficaria muito mais fácil o controle dos pais. Até não entendo como a pornografia pode ser tão livre como é na internet. Todos os sites pornos deveria ter uma classificação específica, clara e fácil de se bloquear.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *